We Remember

Ato pelo Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto aconteceu ontem e contou com o apoio da B´nai B´rith

Por ocasião do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, em 27 de janeiro, e para marcar os 75 anos da libertação do Campo de Concentração de Auschwitz, a Conib, a Fisesp e a CIP, tendo como um dos apoiadores a B´nai B´rith, realizaram neste domingo, 26 de janeiro, na CIP, ato solene em Memória das vítimas do Holocausto.

O evento contou com presença de sobreviventes do Holocausto, seus familiares, autoridades políticas, líderes religiosos, de instituições e de juventude, formando um numeroso público, entre eles, vários membros da B´nai B´rith.

Vários foram os momentos de emoção, culminando no acendimento de velas por parte dos sobreviventes. No palco, eles foram ovacionados pelo público, de pé, por vários minutos, arrancando lágrimas da maiorias dos presentes.

Para acender a vela dos líderes comunitários, foi chamada ao palco a presidente da B´nai B´rith São Paulo, Zeila Sliozbergas, como se vê em uma das fotos.

O sobrevivente do Holocausto Tomas Venetanier, presidente da Sherit Hapleitá do Brasil e membro da B´nai B´rith, falou sobre o sofrimento pelo qual passou e, principalmente, sobre a importância de os jovens transmitirem tudo para as próximas gerações já que existem grupos os quais desejam, de forma mentirosa, dizer que esse período sombrio da humanidade não ocorreu. Terminou, com voz embargada, com a frase: “Am Israel Chai” – “O Povo de Israel Vive”, sendo também aplaudido, de pé e emocionadamente, pelo público presente.

Entre as autoridades que proferiram discursos, Fernando Lottenberg, presidente da Conib, e Mário Fleck, presidente da CIP, foram contundentes sobre o fato que não podemos permitir, em esfera alguma, manifestações antissemitas, e solicitaram às autoridades que atuem no sentido de coibir tais práticas. Foram duros e profundos em suas falas.

O governador de São Paulo, João Dória, além de elogiar as falas acima citadas, enfatizou a importância de nos lembrarmos sempre das histórias dos sobreviventes. “No dia Internacional em Memória do Holocausto, minha homenagem às vítimas da maior atrocidade da história da humanidade. Seis milhões de judeus e de outros grupos discriminados foram perseguidos e assassinados. Suas histórias precisam ser sempre lembradas para que nos ajudem na permanente tarefa de combater a intolerância e a injustiça, assim como lutar pela paz e pela liberdade”, afirmou.

O Ato Solene em Memória das Vítimas do Holocausto contou com o apoio, além da nossa entidade, citada acima: da Agência Judaica para Israel, A Hebraica, Arq Shoah, Beth- El, Comunidade Shalom, Consulado Geral de Israel em São Paulo, Fundo Comunitário, KKL Brasil, Sherit Hapleitá, Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, Pit Cult e Unibes.

#WeRemember

























 

 

Veja também

Antissemitismo e a pandemia de Coronavírus

Na reunião virtual no último dia 10 de maio, a Profª. Sônia Bloomfield, direto de …

Skip to content