Um memorial para deficientes assassinados pelo nazismo

Inaugurado na Alemanha um memorial para os mais de 70 mil deficientes físicos e mentais assassinados em uma campanha iniciada de extermínio por Hitler de janeiro de 1940 a agosto de 1041. A campanha da eutanásia parou devido a protestos, mas os deficientes continuaram sendo mortos pelo regime.

mais em: http://oglobo.globo.com/

Veja também

Nota de repúdio sobre o “Desafio do Holocausto” da Rede Social TikTok

Deixe uma resposta

Skip to content