Termina crise diplomática entre Israel e a União Europeia

O primeiro-ministro israelense, Biniamín Netanyahu, disse que a restauração das relações plenas com a União Europeia é “um passo na direção correta”.

Netanyahu expressou que em sua conversa telefônica com a chefe da política exterior europeia, Federica Mogherini, escutou da parte dela que a UE se opõe a qualquer tipo de boicote contra Israel.

“O fato de que a Alta Representante da UE para Assuntos Exteriores e Segurança tenha ido fortemente contra o movimento BDS (Boicote, Desenvestimento e Sanções) e as sanções econômicas a Israel, é, sem dúvida, um passo na direção correta”, disse.

Ele acrescentou que Mogherini também disse que a etiqueta aos produtos dos assentamentos não reflete a posição da EU a respeito das fronteiras definitivas do Estado de Israel, que deverão ser determinados somente em negociações diretas entre as partes.

Netanyahu acrescentou que “Israel como representante dos valores democráticos tem o direitos de receber apoio da Europa e não apenas críticas e que esse passo é bem vindo”. Contudo, enfatizou que isto não significa que não haja fricção com determinados países dentro do bloco.

As relações entre as duas partes seguirão em “um clima de confiança e respeito mútuo que sirva para avançar no processo de paz no Oriente Médio”, explicou o porta-voz do Ministério do Exterior Emmanuel Nahshon.

O primeiro-ministro agregou que o vice-presidente norte-americano, Joe Biden, está considerando visitar Israel, mas ainda sem data marcada e que será bem vindo.

www.aurora-israel.co.il

Veja também

Nós, da B´nai B´rith repudiamos de forma enérgica e veemente outra declaração tendenciosa, antissemita, racista e fomentadora do ódio proferida na África, pelo presidente Lula.

Nós, da B´nai B´rith – Filhos da Aliança, com 90 anos no Brasil e 180 …