Brasil suspende sanções impostas ao Irã em apoio à ONU

A presidente Dilma Rousseff suspendeu as sanções que o Brasil impôs ao Irã no marco das resoluções adotadas pela ONU contra o programa nuclear dessa nação, segundo um decreto publicado nesta sexta-feira (12) no Diário Oficial. O decreto diz que as sanções adotadas pelo Brasil ficam sem efeito a partir de hoje em virtude do acordo alcançado entre o Irã, no marco das Nações Unidas, e EUA, Rússia, China, França, Reino Unido e Alemanha, que pôs fim às tensões com essa nação. Após esse acordo, no qual o Irã se comprometeu a suspender seus processos de enriquecimento de urânio, a própria ONU recomendou o fim das sanções aplicadas gradualmente a esse país desde 2006. Então, o Brasil se opôs à adoção de sanções contra o Irã, mas aprovou as mesmas uma vez que foram aceitas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas, em “respeito” às decisões desse organismo internacional. Com o fim das sanções, o governo brasileiro acredita que o comércio com o Irã, que chegou a cair até 30% nos últimos anos, pode triplicar na próxima meia década. (EFE)

Veja também

Nós, da B´nai B´rith repudiamos de forma enérgica e veemente outra declaração tendenciosa, antissemita, racista e fomentadora do ódio proferida na África, pelo presidente Lula.

Nós, da B´nai B´rith – Filhos da Aliança, com 90 anos no Brasil e 180 …