Na B’nai B’rith São Paulo, rabino Gitelman fala do heroísmo da rainha Ester e da Transcendência da Mulher

Falando na B’nai B’rith São Paulo sobre a “Transcendência da Mulher” o rabino Yehuda Gitelman, da Comunidade Beth-EL, relacionou o Dia Internacional da Mulher à festividade de Purim.

Destacou as qualidades da rainha Ester que ao invés de pedir riquezas ao rei da Pérsia, se manteve calada, em sua modéstia, manifestando-se apenas quando se identificando como judia, pediu-lhe que intercedesse não permitindo que o primeiro-ministro Haman levasse adiante o plano de matar todos os judeus.

E mais, ainda, a própria Ester ordenou ao povo judeu que jejuasse por três dias para se purificar e também para se unir. “Se não tivesse agido dessa forma, nós talvez não estivesse hoje aqui”, destacou o rabino, enaltecendo o heroísmo e a sabedoria de Ester.

Zeila Sliozbergas, presidente da B’nai B’rith de São Paulo que será empossada no próximo dia 22 de março, como moderadora da palestra, ressaltou a importância da mulher enquanto pilar na transmissão dos valores judaicos à família e para a transcendência do judaísmo às futuras gerações.

Depois de muitas perguntas e troca de ideias, um saboroso chá com bolo encerrou a tarde, deixando um “gostinho de quero mais”.

palestradiamulher2
palestrarabino3A

Veja também

SE ATÉ O CONSELHO ISLÂMICO DO ORIENTE MÉDIO CONDENA O HAMAS, por que você, não?!?

SE ATÉ O CONSELHO ISLÂMICO DO ORIENTE MÉDIO CONDENA O HAMAS, por que você, não?!? …