Livro desmistifica ideia de que os “judeus caminharam como carneirinhos para o matadouro” no Holocausto

LivroSilvialerner“Liberdade de Escolher como Morrer: Resistência Armada de Judeus no Holocausto”. Viro de autoria da Professora Silvia Rosa Nossek Lerner tem como objetivo apresentar diferentes formas de resistência armada realizada pelos judeus durante o Holocausto, em diferentes espaços concentracionários, para desconstruir duas ideias: a primeira: de que “os judeus caminharam como carneirinhos para o matadouro”. Os judeus resistiram, com as precárias armas a que tinham acesso, enfrentando um inimigo fortemente organizado, bem armado e em condições psicológicas bastante superiores ao dos judeus que viviam diariamente humilhados e inseguros quanto ao seu futuro, lutando para superar a fome, frio e doenças. E a segunda: que a única grande revolta contra o domínio nazista, por parte dos judeus, ocorreu no Gueto de Varsóvia. Pode-se afirmar que o Levante do Gueto de Varsóvia foi o maior e o que mais preocupação trouxe aos nazistas, porém não foi o único movimento de resistência, como o livro apresenta. Através desta publicação, pretende-se levar ao conhecimento público estes fatos, já que o mercado editorial em português sobre este assunto é praticamente inexistente e mostrar o que um Estado Totalitário pode gerar se tiver como um de seus principais pilares a Intolerância, o Racismo e o Preconceito.

Este livro é produto de pesquisa que durou cerca de 3 anos e teve o apoio acadêmico da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

 

Veja também

Logo depois do evento das 15h, temos outro igualmente interessante, às 16h45, promovido pela Loja Barão Hirsch, do Rio Grande do Sul, também pelo Zoom.

Logo depois do evento das 15h, temos outro igualmente interessante, às 16h45, promovido pela Loja …

Skip to content