Líder comunitário francês recomenda aos judeus não usar quipá nas ruas para evitar ataques terroristas

O líder da comunidade judaica de Marselha (sul da França), Zvi Ammar, recomendou aos judeus que não usem quipá nas ruas para evitar ataques terroristas como o que vitimou um professor judeu anteontem. “Não usar quipá (nas ruas) pode salvar vidas e isso é o mais importante”, disse Ammar. Ele se referia ao ataque praticado contra um professor por um adolescente, de nacionalidade turca e de origem curda, que afirmou ter agido “em nome do Daesh” (Estado Islâmico). “Este foi claramente um ataque antissemita premeditado”, disse o promotor Brice Robin, indicando que o perfil do jovem “parece ser o de uma pessoa radicalizada por meio da internet”. A justiça de Marselha abriu investigação por “tentativa de homicídio por motivos religiosos” e “apologia ao terrorismo”.

www.itongadol.com.ar

Veja também

Mais um encontro inspirador, na B’nai B’rith, com a neuroeconomista Renata Taveiros de Saboia

Ontem, segunda-feira, tivemos mais um encontro inspirador na B’nai B’rith! A neuroeconomista Renata Taveiros de …