Hamas poderia ter mesmo número de túneis de antes da Operação Margem Protetora

Após 18 meses do último conflito entre Israel e o Hamas, o jornal Haaretz publica um relatório apresentando a possibilidade de que o grupo terrorista tenha reconstruído grande parte de sua infraestrutura subterrânea alvo da  Operação realizada por Israel em 2014.

“Hamas está investindo esforços consideráveis e enormes somas de dinheiro nos túneis”, indica o relatório. “Uma avaliação razoável é que o número de túneis que se estendem debaixo da fronteira esteja perto do que tinham antes da Operação Margem Protetora”.

As Forças de Defesa de Israel alegaram ter destruído mais de 30 túneis do Hamas, durante o conflito que durou 50 dias, cerca de um terço abaixo da fronteira da Faixa de Gaza com Israel, e vários dos quais foram usados para lançar ataques contra o país.

Um membro sênior do Hamas, Rahman al-Mubasher foi assassinado no final do mês passado, quando um túnel onde ele trabalhava, entrou em colapso. Al-Mubasher foi um dos terroristas do Hamas envolvido no rapto do soldado Gilad Shalit,  capturado de sua base militar em Israel por uma célula terrorista que atravessou um túnel abaixo da fronteira em 2006.

Veja também

B’nai B’rith SP celebra o papel da mulher na busca pelo sagrado e pela paz

B’nai B’rith SP celebra o papel da mulher na busca pelo sagrado e pela paz …