A voz dos muçulmanos moderados

Na plateia, uma pergunta sobre o “silêncio dos moderados contra o EI”.

Guga respondeu que “a Síria recebeu os cristãos do Iraque, após 2003, e eles eram bem integrados até a guerra civil. No Líbano, há leis garantindo os cristãos, que ocupam postos-chave no país. Mas ninguém ouve os muçulmanos moderados na Síria e no Líbano. Além disso, quem luta contra o EI no solo são muçulmanos”.

“As principais entidades islâmicas combatem o terrorismo, mas o mundo não dá ouvidos”, ressaltou.

Casarões lembrou que o EI matou 200 mil muçulmanos; os cristãos não são a maior vítima.

Veja também

Encontro feminino com Renata Taveiros de Saboia

Encontro feminino com Renata Taveiros de Saboia 📅 08/04 – segunda-feira 🕛 17h00 Informações e …