Sessão de emergência da ONU em 23 de julho

Votam contra Israel países como Síria, Irã, Egito, Sudão, Venezuela, grandes defensores dos direitos humanos quando o assunto não é o seu próprio quintal. Tentam obstruir a fala do observador da ONU que alerta sobre o perigo de Jerusalém, berço do judaísmo, cristianismo e de vital importância para o Islã ser alvo indiscriminado de mísseis do Hamas, além dos famosos “dois pesos e duas medidas da ONU”.

 

Veja também

B’nai B’rith deseja Shaná Tová – Feliz 5778

Relacionado

Deixe uma resposta