Marketing geopolítico

Luiz Fernando Pondé, comentarista da Folha de São Paulo, em artigo publicado hoje, afirma que a “primavera árabe” foi uma invenção do marketing geopolítico da esquerda de butique. Ponde diz também que esse marketing “serve para grupos como o Hamas fingirem que querem a paz”, quando na verdade quer “matar israelenses”. Depois chama Israel de “anacronismo” contemporâneo, pois não investe em marketing, enquanto os países árabes o fazem pesadamente. Destaca também que os palestinos são uma cabeça de ponte dos países árabes e do Irã que continuam querendo riscar Israel do mapa da região.

E reitera o que já sabemos, o Hamas se esconde atrás da população civil. Dia 15 de julho, um hospital em Gaza foi danificado por mísseis, porque o Hamas colocou uma plataforma de lançamento de foguetes contra Israel ao lado do hospital.

O mais triste, é que, como diz Pondé, o Hamas não lança foguetes pela criação do Estado Palestino, e sim pela destruição de Israel.

Veja também

Nova York tem tentativa de ataque terrorista nesta manhã

O maior terminal rodoviário do mundo foi palco da tentativa de um ataque terrorista, conforme …

Deixe uma resposta