Unidade iraniana que comandou ataque à Amia seria responsável pelo contrabando de armas

A Força Quds, grupo especial da Guarda Revolucionária iraniana encarregada de ‘exportar’ a Revolução Islâmica, apontada como autora do atentado à organização judaica AMIA, na Argentina, em 1994, comanda a rede mundial de contrabando de armas iranianas. O mesmo grupo seria responsável pelo armamento apreendido num cargueiro interceptado pela Marinha israelense na semana passada, tendo como destino final o Hamas, na Faixa de Gaza. De acordo com uma fonte do serviço de segurança israelense, o comandante do grupo é Qassem Suleimani, o mentor intelectual encarregado de planejar ações e de armar os inimigos de Israel. O grupo vem sendo monitorado por Israel.(Conib/Iton Gadol)

Veja também

Encontro da B’nai B’rith, no Zena Cucina, para a Confraternização de Purin

Aconteceu na noite da última quinta-feira (21), o encontro da B’nai B’rith para a Confraternização …

Deixe um comentário