Relatório da Previdência exclui o fim da isenção a filantrópicas

O relator da reforma da Previdência deputado Arthur Maia (PPS-BA) retirou do seu parecer o fim das isenções às instituições filantrópicas das áreas da educação, saúde e assistência social. O acerto ocorreu em 18 de abril e foi articulado pelos deputados federais Darcísio Perondi (PMDB/RS) e Leonardo Quintão (PMDB/MG). O recuo ocorreu após entidades do setor mobilizarem deputados federais para a importância da filantropia e o impacto do fim das isenções. Hermano Wrobel, presidente da Associação Cultural Israelita de Brasília, representou a Conib em encontro realizado em 28 de março entre o ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República, Eliseu Padilha, e representantes do Fórum Nacional das Instituições Filantrópicas, que contaram com o apoio do deputado Quintão. Foi apresentado ao ministro um estudo, baseado em dados oficiais, que demonstra que para cada R$ 1 de isenção, as intuições filantrópicas devolvem R$ 6 em benefício para a sociedade, seja em bolsas de estudos, atendimento à saúde ou serviços sociais. Estiveram presentes ao encontro, além da Conib, mais 15 instituições filantrópicas.

Conib

Veja também

Marcos Susskind fala em Curitiba dos desafios e conquistas de Israel

O palestrante Marcos L. Susskind proferiu interessante palestra no dia 3 de abril em Curitiba, …