ONU fará debate no Rio de Janeiro sobre refugiados palestinos da Siria

A crise de refugiados palestinos que vivem na Síria é o principal tema do debate “A dimensão humanitária na crise da Síria: refugiados palestinos”, que será realizado na próxima quinta-feira (17), no Rio de Janeiro. O evento é organizado pela Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA) como parte da exposição de fotos “Uma longa jornada”, que retrata palestinos que deixaram seu país por causa de conflitos. Irão participar do debate o coordenador-residente das Nações Unidas no Brasil, Niky Fabiancic, a diretora do Departamento do Oriente Médio do Itamaraty, embaixadora Lígia Maria Scherer, o embaixador palestino no Brasil, Ibrahim Alzeben, o chefe da coordenação-geral de Ajuda Humanitária e Ações Internacionais de Combate à Fome do Itamaraty, Milton Rondó, o professor de Relações Internacionais da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Fernando Brâncoli, a correspondente da Deutsche Welle no Brasil, Renata Malkes, e o coordenador do Núcleo de Estudos sobre o Oriente Médio na Universidade Federal Fluminense, Paulo Hilu Pinto. O moderador será o diretor do Centro de Informações das Nações Unidas, Unic Rio, Giancarlo Summa. Segundo a assessora de captação de recursos da UNRWA, Thereza Jatobá, a situação dos palestinos que vivem na Síria se agravou desde o começo do conflito e obrigou muitos a deixarem o local em que viviam. Dados da UNRWA indicam que dos 570 mil palestinos que estavam na Síria, 440 mil foram afetados pelo conflito e 280 mil se tornaram deslocados dentro da Síria (Anba).

Veja também

SE ATÉ O CONSELHO ISLÂMICO DO ORIENTE MÉDIO CONDENA O HAMAS, por que você, não?!?

SE ATÉ O CONSELHO ISLÂMICO DO ORIENTE MÉDIO CONDENA O HAMAS, por que você, não?!? …