Netanyahu pede desculpas aos árabes israelenses

Em uma reunião com representantes das comunidades minoritárias em Israel, nesta segunda-feira, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu pediu desculpas quanto às observações que fez sobre os eleitores árabes israelenses no dia da eleição.

“Eu sei que as coisas que eu disse há alguns dias magoaram alguns cidadãos árabes israelenses”, disse Netanyahu. “Não foi minha intenção e me desculpem,” completou.

As observações de Netanyahu no dia da eleição geraram muitas  críticas. Ele falou: “O governo de direita está em perigo. Eleitores árabes estão indo em massa às urnas. ONGs de esquerda estão trazendo-os em ônibus.” E depois, que havia “financiamento de governos estrangeiros para ter mais árabes israelenses votando, e que todos os eleitores de direita devem certificar-se de ir às urnas”.

Netanyahu relatou hoje que como primeiro-ministro fez enormes investimentos em comunidades minoritárias, o que mostra o oposto de seus comentários na semana passada e, que elementos estrangeiros fora de Israel não devem intervir na democracia israelense.

Netanyahu disse aos  líderes da comunidade  que se via como o primeiro-ministro de cada um deles, “sem qualquer diferença de religião, raça ou sexo.”  “Eu vejo em cada cidadão israelense um parceiro na construção de um estado florescente e seguro de Israel para todos,” Netanyahu concluiu.

Veja também

Encontro da B’nai B’rith, no Zena Cucina, para a Confraternização de Purin

Aconteceu na noite da última quinta-feira (21), o encontro da B’nai B’rith para a Confraternização …