Nanette Konig, colega de classe de Anne Frank, lança biografia

Nanette Konig, 86, colega de classe de Anne Frank e sobrevivente do Holocausto lançou ontem na Livraria Saraiva, em São Paulo, o livro “Eu sobrevivi ao Holocausto: o comovente relato de uma das últimas amigas vivas de Anne Frank” (Universo dos Livros).

Deportadas para o campo de extermínio nazista de Bergen-Belsen, elas quase não se reconheceram no reencontro poucas semanas antes da morte de Anne. Nanette não entende como sobreviveu. “Foi por acaso”. Libertada, pesava 31 quilos e estava sozinha no mundo.

Nanette vive desde a década de 1950, em São Paulo, onde recomeçou a vida e construiu uma nova família. Na obra, ela questiona a capacidade de compaixão do ser humano, alertando o mundo sobre a necessidade urgente da tolerância.

“Escrever sobre o holocausto é complicado. Você não pode escrever com a cabeça de hoje, com a cabeça de quem já sabe da história. Você precisa se colocar na época, pois fomos enganados, não sabíamos sobre a verdade”, diz a autora.

Veja também

B’nai B’rith participa do II Encontro dos Centros de Educação em Direitos Humanos da Cidade de São Paulo

B’nai B’rith participa do II Encontro dos Centros de Educação em Direitos Humanos da Cidade …