Israel, Grécia e Chipre: pressão sobre a Turquia

A reunião trilateral entre líderes de Israel, Grécia e Chipre coloca pressão sobre a Turquia para alcançar um avanço diplomático com Israel, disse Gallia Lindenstrauss, pesquisadora do Instituto Nacional de Estudos de Segurança, segundo o jornal Algemeiner, na semana passada.

“Em curto prazo, no entanto, acho que a reunião tripartite em Chipre foi um impulso para o lado turco tentar avançar com Israel,” antes de o país concluir seus acordos com Chipre e Grécia, disse Lindenstrauss, cujo foco é a região do Mediterrâneo Oriental.

As relações entre Jerusalém e Ancara se romperam após o incidente de Mavi Marmara em 2010 (flotilha de bandeira turca que se dirigia à Faixa de Gaza). Relatórios recentes sugeriram que os dois países estavam perto de uma aproximação.

Lindenstrauss disse que o futuro da região depende fortemente das negociações de paz em Chipre. “Uma solução em Chipre poderia virar o jogo e viabilizar a perspectiva de exportação israelense de gás natural para a Turquia e até mesmo para a Europa,” via Chipre, afirmou.

A realidade é que é muito mais caro construir um gasoduto através de Chipre à Grécia do que para a Turquia. Mas, como ela observou, as declarações do ministro da Defesa israelense Moshe Ya’alon na Grécia, sobre compras turcas de óleo do estado islâmico não foram “construtivas nessa fase de negociações”.

Veja também

Encontro da B’nai B’rith, no Zena Cucina, para a Confraternização de Purin

Aconteceu na noite da última quinta-feira (21), o encontro da B’nai B’rith para a Confraternização …