Entidades árabes e judaicas se reúnem para ação de doação de sangue

Dia 21 de setembro é celebrado o Dia Internacional da Paz e, em São Paulo, também será uma data para comemorar a coexistência entre os povos em um mutirão para a doar sangue. Promovida pelo Movimento Eu Dou Sangue, a ação realizada em parceria com o Clube Hebraica, Hospital Albert Einstein, Sírio Libanês e Caminho de Abrãao quer incentivar não somente doação de sangue, mas também, a cultura de paz. O evento acontece na Hebraica, a partir das 9h, onde convidados e voluntários vão se reunir em prol da causa.

Eu Dou Sangue Pela Paz vai congregar líderes comunitários, religiosos, autoridades de diversos setores, formadores de opinião, representantes de times de futebol e voluntários para doarem sangue com o objetivo de incentivar o gesto nobre em prol de uma única causa. O ato comemora o Dia Internacional da Paz – data proclamada pela ONU em 1981.

Esta é a terceira edição da ação Eu Dou Sangue pela Paz, que foi realizada pela primeira vez em setembro de 2014, durante a guerra de Gaza, na qual líderes judeus, árabes, palestinos e outros líderes religiosos se reuniram para doar sangue e mostrar ao mundo a união, o respeito e a tolerância, promovendo a convivência respeitosa e a cultura de Paz.

“O momento, mais do que nunca, pede a prática da empatia e do respeito para conquistarmos a paz. Sangue não tem raça, não tem “cor”, não ter religião, não tem partido político, nem time de futebol. Sangue é o que nos une e nos equipara”, diz Debi Aronis, coordenadora geral do Movimento.

Veja também

Obrigado por tudo, Profa. Dra. Anita Waingort Novinsky (Z’L)

Dra. ANITA WAINGORT NOVINSKY, Z’L. Faleceu hoje, 20 julho de 2021, em São Paulo, a …

Skip to content