Editora desiste de publicar “Minha Luta”, no Brasil

A Edipro cedeu à pressão de leitores e decidiu cancelar o relançamento do polêmico manifesto de Adolf Hitler, que caiu em domínio público. Outra versão, comentada, segue prevista para março pela Geração Editorial. A obra já estava sendo impressa na gráfica e tinha seu lançamento previsto para o fim deste mês. De acordo com a coordenadora administrativa da Edipro, Maíra Micales, a principal reclamação dos leitores era pelo fato de a obra ser uma reedição antiga, sem comentários críticos, e com uma tradução feita nos anos 1930 por Julio de Matos Ibiapina, já falecido. A tiragem inicial seria de mil exemplares. [CONIB]. Já Elio Gaspari, da Folha de S.Paulo comenta: “É pura perda de tempo a discussão em torno da legalidade da publicação do Mein Kampf, de Adolf Hitler. A íntegra do “Minha Luta” está na internet, em todos os idiomas, de graça.”

Veja também

SE ATÉ O CONSELHO ISLÂMICO DO ORIENTE MÉDIO CONDENA O HAMAS, por que você, não?!?

SE ATÉ O CONSELHO ISLÂMICO DO ORIENTE MÉDIO CONDENA O HAMAS, por que você, não?!? …