Descoberta de Estrelas de David em antigo templo desperta agitação no Egito

Recentemente, o Egito tem assistido uma grande comoção após a descoberta arqueológica de duas Estrelas de David gravadas em um antigo templo do sul da cidade de Aswan.

O templo romano que remonta ao século III. Dr. Mahmoud Afifi, chefe do setor de Antiguidades Egípcias no Ministério de Antiguidades, disse que notou uma pedra com duas Estrelas de David no templo romano.

Afifi acusou a delegação de arqueólogos alemães que trabalha na reconstrução do sitio arqueológico de ter feito as Estrelas de David gravadas na pedra do santuário.

Afifi ordenou aos arqueólogos a imediata remoção da pedra com as Estrelas de David do templo, ameaçando adotar medidas legais contra eles.

Um site de notícias egípcio, Suezbalady, foi ainda mais longe, afirmando que as duas Estrelas de David encontradas foram desenhadas por um judeu membro da delegação alemã, que queria vandalizar a cultura egípcia e provocar os egípcios.

O recém-nomeado Ministro egípcio de Antiguidades, Khaled Anani, divulgou um comunicado de imprensa sábado, após sua visita ao santuário de Aswan.

Anani afirmou que tinha instruído o grupo misto egípcio-alemão a lhe apresentar um relatório científico sobre as duas gravuras encontradas em uma das paredes do templo. “O relatório incluirá uma foto da pedra em discussão desde o momento em que foi descoberta, para explorar suas repercussões arqueológicas sem as duas gravuras de Estrelas de David,” Anani, disse.

“Nós vamos ser auxiliados por um especialista em antiguidades islâmicas para entender se o sinal de David era comum no início do período”, Anani anunciou.

Veja também

Nós, da B´nai B´rith repudiamos de forma enérgica e veemente outra declaração tendenciosa, antissemita, racista e fomentadora do ódio proferida na África, pelo presidente Lula.

Nós, da B´nai B´rith – Filhos da Aliança, com 90 anos no Brasil e 180 …