Conib, OAB, Hospital das Clínicas e Hebraica-SP debatem riscos e abusos no uso da internet

“Tanto quanto divertida, a vida online pode ser perigosa!” Este foi o tema da terceira edição do HEADtalks, que contou com o apoio da Conib e lotou o Salão Anne Frank de A Hebraica, nesta quarta-feira, 14 de outubro.

Rony Vainzof, especialista em direito digital e secretário da Conib; Alessandra Borelli, coordenadora de orientação para o uso seguro da internet da OAB/SP; e Cristiano Nabuco de Abreu, psicólogo e coordenador do Programa de Dependências Tecnológicas do Hospital das Clínicas, abordaram os riscos e abusos no uso da internet, redes sociais e principalmente os cuidados e as boas práticas necessários.

Destacando casos reais, como o de uma mulher espancada até a morte no Guarujá, por causa de um boato viralizado em rede social, Rony Vainzof frisou o limite entre liberdade de expressão e a violação do direito alheio, alertando para a responsabilidade pela manifestação de pensamentos na Internet.

Alessandra Borelli falou sobre o papel das escolas e dos pais na educação digital, o cyberbullying e o e as consequências do comportamento virtual na vida real. “Muitas pessoas extrapolam nas redes sociais. O conteúdo digital não tem devolução: uma vez que você postou, é como escrever na pedra, e tudo isso poderá trazer consequências futuras, inclusive na hora em que o jovem busca um emprego”.

O psicólogo Cristiano Nabuco de Abreu abordou os efeitos da tecnologia na saúde mental e de como o excesso de uso do Facebook e do Twitter pode ser tão viciante como fumar ou beber.

“Algumas pessoas ficam dependentes das visões paralelas que criam de si mesmas no mundo virtual”.

Para o secretário da Conib, Rony Vainzof, “esse tipo de iniciativa é fundamental para discutir

com os pais, professores e jovens sobre o uso ético, seguro e responsável das redes sociais, conscientizando-os dos riscos e oportunidades do ambiente digital”.

Confira as dicas dos especialistas:

1) Resista ao impulso de usar as redes sociais a todo momento;

2) Desabilite sinais sonoros e mensagens automáticas;

3) Silencie o celular durante o sono e em atividades sociais que exijam concentração;

4) Faça uso das tecnologias digitais, mas de maneira controlada. Quando for postar algum comentário nas redes sociais, pergunte a si mesmo se precisa mesmo dizer isso, se é útil ou se pode ofender alguém. Talvez seja melhor guardar o comentário com você.

Veja também

Nós, da B´nai B´rith repudiamos de forma enérgica e veemente outra declaração tendenciosa, antissemita, racista e fomentadora do ódio proferida na África, pelo presidente Lula.

Nós, da B´nai B´rith – Filhos da Aliança, com 90 anos no Brasil e 180 …