Comunidades judaicas brasileiras vibram por Israel e pela paz

Fotos: Jacques Royzen/Liane Gotlib Zaidler/André Nehmad.
Fotos: Jacques Royzen/Liane Gotlib Zaidler/André Nehmad.

Os atos realizados ontem pelas comunidades judaicas brasileiras foram exemplos de solidariedade, democracia, respeito. Simultaneamente, em Porto Alegre, Belém, no Recife, em Fortaleza e em Natal, foram entoados, além dos hinos do Brasil e de Israel, rezas e canções folclóricas em hebraico. A organização foi da Juventude Judaica Organizada (JJO), com o apoio de: Fisesp, Conib, Combate ao Terror, Ten Yad, Kadima e CIP (Belém).

Fotos: Jacques Royzen/Liane Gotlib Zaidler/André Nehmad.
Fotos: Jacques Royzen/Liane Gotlib Zaidler/André Nehmad.

Em São Paulo, a manifestação contra o terrorismo e em solidariedade a Israel aconteceu em frente ao Museus de Arte de São Paulo (MASP). Reuniu 500 pessoas, incluindo crianças, que rezaram, cantaram, fizeram desenhos coloridos, acenderam velas em memória das vítimas dos recentes ataques Israel, soltaram balões azuis e brancos pela paz e dançaram.

“Estava lá e não resisti. Foi emocionante dançar ao som das músicas típicas do povo judeu em plena Avenida Paulista, com a vibração do significado daquele momento. Pisei levemente no pé de alguém, virei para pedir desculpas, era o deputado Floriano Pesaro”, diz esta jornalista que vos escreve.

Fotos: Jacques Royzen/Liane Gotlib Zaidler/André Nehmad.
Fotos: Jacques Royzen/Liane Gotlib Zaidler/André Nehmad.

“Este é um ato pacifico, pela paz e respeito entre os dois povos; entre todos os povos. Importante ressaltarmos aqui que a luta do Estado de Israel não é contra o povo palestino, mas sim contra o terrorismo. Apoiamos o dialogo entre israelenses e palestinos para que a paz seja alcançada da forma mais rápida possível, e de forma aceitável para os dois lados, mas de forma alguma por meio da violência” destacou o presidente da Juventude Judaica Organizada (JJO), Persio Bider.

 

Veja também

Encontro Literário com Jonas Rabinovitch na B’nai B’rith

No domingo passado, a B’nai B’rith promoveu uma conversa literária com o arquiteto e urbanista …