Adolescentes aplaudem de pé espetáculo “Mergulho”

Parceria da B’nai B’rith, Companhia Gesto de Teatro e Secretaria Municipal da Educação contra a Intolerância e o Preconceito.

“Nunca vi programa tão completo, vocês estão de parabéns”, disse a Coordenadora de Educação do CEU Pera Marmelo (Jaraguá-Pirituba), onde mais de 800 adolescentes aplaudiram de pé o espetáculo ”Mergulho”.

Marina Franco acompanhou a emoção dos professores e de alunos de 8ª 9ª séries da Rede Municipal de Ensino, durante a peça na qual os temas da Intolerância e do Preconceito são abordados de forma dinâmica. Os atores representam um jovem judeu, uma afrodescendente e um coreano, que compartilham suas vivências e fazem um “mergulho” na história de suas famílias.

Foram 3 apresentações, das quinze programadas para 2015. Depois de cada uma, há um debate e os alunos redigem uma carta sobre os temas tratados, com a qual participam do Concurso instituído pela B’nai B’rith há mais de dez anos.

“Inenarrável, parece que a peça foi escrita por um de nós!”, disse uma garota. “Não é pelo prêmio” (um notebook, para o primeiro lugar) falou sua amiga, “é a oportunidade da gente expressar nossos sentimentos”. “”Agora, sinto que posso ser eu mesmo, não preciso mais me esconder”. “Fico muito chateado quando as pessoas riem de mim”, disse um aluno com problemas na fala, sendo muito aplaudido.

Antes da peça, os educadores participaram de oficinas e prepararam os alunos em sala de aula e depois há um encontro para avaliação.

Responsável pela direção do espetáculo e também pelo texto, Leslie Marko se surpreendeu com a reação dos alunos. ”Não imaginei que o impacto fosse tão grande”. Para os atores Max Ferreira, Marcelo Daleva e Gabriela Oliveira esse retorno do público é muito “”enriquecedor”.

“Eles captaram a mensagem sobre respeito e de que cada um tem direito de ser como é”, destaca Gabriela.

“A peça aborda várias situações de racismo”, relata a profa. Lucy Mara A. Zanella, assistente de direção da EMEF Remo Rinaldi. “Gostei muito, também porque mostra problemas da adolescência, é um espelho da vida dos adolescentes”.

Para Abraham Goldstein, presidente da B’nai B’rith do Brasil, a parceria com a Companhia Gesto de Teatro e Secretaria Municipal da Educação de São Paulo está tendo resultados excelentes. “Após o sucesso da estreia de “Mergulho”, muitas escolas e professores estão solicitando nosso programa contra a Intolerância e a Discriminação. “A violência social tem crescido muito. Os educadores tem consciência disso, assim como boa parte dos alunos. É preciso ajudar a escola a buscar caminhos para mudar esta situação e mostrar aos alunos que agem de forma preconceituosa do quanto machucam seus colegas. Caso contrário, que tipo de adultos eles se tornarão?”, conclui Goldstein.

Palco
Cena da peça “Mergulho”
Alunofalando

debate2AA
Estudantes participam de debate
Publicoeatores1
Atores e público, com alunos redigem as cartas após o espetáculo

 

Veja também

Presidente Nacional da B’nai B’rith do Brasil, Abraham Goldstein manifesta-se por ocasião do 76º aniversário do Estado de Israel.

Presidente Nacional da B’nai B’rith do Brasil, Abraham Goldstein manifesta-se por ocasião do 76º aniversário …