Torcedor pode pegar três anos de prisão por ato racista

O torcedor do Villlarreal que jogou uma banana na direção de Daniel Alves, durante jogo contra o Barcelona, foi solto, após prestar depoimento. O juiz deve decidir se dará andamento ao processo ou arquivará o caso. Se for declarado culpado poderá pegar até 3 anos de prisão. O jovem David Campayo Leo, de 26 anos, foi enquadrado em artigo relativo àqueles que “provoquem a discriminação, o ódio ou a violência contra grupos ou associações por motivos racistas”, explicou David Barelles, subdelegado do Governo de Castellón. Para ele não se deve banir o torcedor dos estádios e sim educá-los.

Veja também

Mergulho, peça sobre tolerância e identidade vai até 28/10

Espetáculo sobre tolerância, alteridade e diversidade estreou em outubro. Dirigido a jovens e adultos, a …

Deixe uma resposta