O Papa e a paz

Após o encontro dos líderes israelense e palestino no Vaticano, ao contrário do que se esperava, o porta-voz de Mahmoud Abbas, Nabil Abu Rudeimeh negou a retomada das negociações de paz. Ele afirmou que não há nenhuma possibilidade enquanto Israel continuar anunciando a construção de casas além da Linha Verde e em Jerusalem Oriental.

O gesto do Papa sem dúvida teve grande repercussão, resta saber se terá efeitos positivos mais concretos. Uma coisa é certa, a Igreja cumpriu, com elegância e coragem, seu papel de estimular o diálogo. Um exemplo para líderes religiosos e laicos de todo o mundo.

Veja também

B’nai B’rith na 10ª caminhada que reuniu 50 mil em prol da liberdade religiosa no RJ

A comunidade judaica participou em peso no domingo, 17 de setembro, com milhares de pessoas …

Deixe uma resposta