Imagens de Buda são confiscadas em lojas de Teerã

Autoridades do Irã começaram a confiscar imagens de Buda que são vendidas em lojas da capital Teerã, por considerá-las um meio de ataque religioso e de invasão cultural do país, informou neste domingo a agência local “Mehr”.

Segundo a agência, Said Yaberi Ansari, da Autoridade de Proteção do Patrimônio Cultural do Irã, afirmou que inspetores do departamento percorrem há cinco dias lojas de artigos religiosos e retiram as imagens de Buda.

Ansari acrescentou que com este tipo de imagem “o inimigo tenta mudar a forma de vida e as crenças religiosas do povo do Irã”, governado por um regime teocrático muçulmano xiita.

“Estes tipos de figuras promovem um pensamento e uma crença religiosa e, com elas, querem impor uma cultura nova”, acrescentou o funcionário iraniano. Ele assegurou ainda: “Nenhum responsável do sagrado regime da República Islâmica permitirá que sejam distribuídos estes símbolos”.

Exceto a crença dominante muçulmana xiita, todas as restantes confissões religiosas têm grandes limitações ou estão proibidas no regime da República Islâmica.

Veja também

Palestinos manterão luta pacífica, diz Abbas a palestinos da América Latina

Em carta dirigida à comunidade palestina da América Latina, o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud …

Deixe uma resposta