Gaza sofre queda na ajuda externa devido à guerra da Síria

O Hamas disse que o Irã reduziu as transferências de renda mensais porque se recusa a lutar ao lado do regime de Assad, e ordenou aos ministérios uma redução de 50% nos custos operacionais. 

Um refugiado da Síria abriu recentemente uma padaria aqui, puxando longas filas de clientes ansiosos para saborear carne e queijo, doces com sabores especiais de Damasco – um ponto brilhante raro na longa sombra que a guerra civil da Síria está lançando sobre a Faixa de Gaza.

O conflito na Síria, há cerca de 300 quilômetros da Faixa de Gaza, vem mexendo com as finanças da região, pois o Irã reduziu em cerca de 50% o valor mensal que remetia para Gaza, sob o governo do Hamas, de acordo com diversos membros do grupo terrorista islâmico e instituições de caridade islâmicas.

Eles dizem que o Irã, um aliado do presidente sírio Bashar Assad e um ex-grande financiador do Hamas, reduziu as transferências de renda mensais porque o Hamas se recusa a ficar ao lado do regime sírio.

Instituições de caridade islâmicas no exterior que costumavam ser grandes doadoras para Gaza redirecionaram alguns de seus recursos para a Síria, forçando instituições de caridade locais a reduzir programas. “Todos em Gaza estão sofrendo”, disse Zaki Noha do orfanato  Amal da cidade de Gaza, que abriga 100 crianças.

Veja também

Nova York tem tentativa de ataque terrorista nesta manhã

O maior terminal rodoviário do mundo foi palco da tentativa de um ataque terrorista, conforme …

Deixe uma resposta