Cristãos de vila em Israel voltam a falar aramaico

Cristãos maronitas de Gush Halav, uma vila próxima à fronteira com o Libano, estão retomando a “lingua de Jesus”, em desuso há séculos. Aprendem o aramaico na escola e na igreja. Dos 1.600 habitantes da vila, 11% já falam coloquialmente o idioma. A iniciativa faz com que se identifiquem como arameus e não como árabes, sendo considerada pelos palestinos como “traição”.

Veja também

B’nai B’rith na 10ª caminhada que reuniu 50 mil em prol da liberdade religiosa no RJ

A comunidade judaica participou em peso no domingo, 17 de setembro, com milhares de pessoas …

Deixe uma resposta