Cresce número dos que apoiam o Hezbolah na Alemanha

Os chefes da agência federal de inteligência nacional da Alemanha e do Ministério do Interior do país apresentaram recentemente um relatório de 2012, mostrando o uso pelo Hezbolah de mesquitas com sede na Alemanha e suas organizações afiliadas para arrecadar fundos para as atividades do grupo terrorista no Líbano.

Dr. Hans-Peter Friedrich, o chefe do Ministério do Interior da Alemanha, e o Dr. Hans-Georg Maaßen, o novo diretor da agência de inteligência apresentaram o relatório de 381 páginas este mês em Berlim.

De acordo com a publicação, a organização terrorista financia suas atividades através de “associações Hezbollah filiadas à mesquitas” e levanta fundos no âmbito das “cerimônias religiosas”, bem como das contribuições da sociedade. Não está claro se estes recursos são canalizados para ajudar os esforços do grupo terrorista na Síria em apoio a Bashar Assad.

O relatório fala em 900 membros do Hezbollah no país. Entre os ataques, relaciona o do Hezbollah de 2012 contra turistas israelenses em Burgas, na Bulgária, sob a categoria de terrorismo islâmico.

Jovens alemães membros do Hezbollah estão fortemente ligados e ativos na internet, incluindo redes sociais e vários fóruns na web, segundo dados do relatório.

As crescentes manifestações de rua envolvendo apoio ao Hezbollah foram documentadas, incluindo um evento com a participação de 1.100 apoiadores do Hezbollah no ano passado na marcha do “Al-Quds Day”, em Berlim. O evento, patrocinado pelo Irã, fala da destruição de Israel e traz slogans contra o Ocidente.

Órfãos do Hezbollah

Por muito tempo, o Hezbollhah tem usado o território alemão para arrecadar fundos, inclusive para as famílias dos homens bomba.

O Projeto Libano “órfãos do Hezbolah” é citado por um relatório de 2009 da Fundação Europeia para a Democracia intitulado “Organização Angariação de fundos do Hezbollah na Alemanha”, como subsidiária do grupo terrorista. A Alemanha informou que o projeto ainda existe mais não tem mais subsídios fiscais.

Há em Berlim 250 membros do Hezbollah, que organizam eventos como a “comemoração” anual da retirada de Israel do sul do Líbano, em 2000. Em 26 de maio de 2012 convocou uma manifestação na Alemanha.

O presente relatório observa que em setembro de 2012, membros do Hezbollah em várias cidades alemãs protestaram contra o filme anti-Islã Inocência, atendendo a convocação do líder do Hezbollah, Hassan Nasrallah.

Veja também

Nova York tem tentativa de ataque terrorista nesta manhã

O maior terminal rodoviário do mundo foi palco da tentativa de um ataque terrorista, conforme …

Deixe uma resposta