Claudio Lottenberg lembra a história judaica da Ucrânia

“Elementos antissemitas aproveitam o caos político para cometer atos de violência contra judeus e instituições judaicas e, possivelmente, desacreditar as autoridades em Kiev”, declarou o presidente da Conib, Claudio Lottenberg.

Ele lembrou a rica história judaica na Ucrânia: “Os judeus se estabeleceram naquele território há cerca de 1.000 anos. Lá nasceram, entre outros, Golda Meir e Shmuel Yosef Agnon, Nobel de Literatura. Por outro lado, houve também muitas perseguições, sobretudo nos séculos 19 e 20”.

“Independentemente de quem esteja orquestrando os ataques, os ucranianos devem garantir a segurança da comunidade judaica. É inaceitável um retorno dos fantasmas do passado”, concluiu Lottenberg.

Veja também

Instituto Weizmann de Ciências oferece bolsas de estudos para alunos brasileiros estudarem em Israel

Até 25 de fevereiro os futuros cientistas devem se inscrever. É preciso ter terminado o …

Deixe uma resposta