É com grande indignação e repúdio que, nós, da B’nai B’rith, nos manifestamos contra a proposta e a outorga da Medalha de Mérito Pedro Ernesto pela Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro proposto pela vereadora Mônica Benício (PSOL) a um dos maiores atuais antissemitas do mundo, Roger Waters

É com grande indignação e repúdio que, nós, da B’nai B’rith – Filhos da Aliança – uma entidade judaica de Direitos Humanos, nos manifestamos contra a proposta e a outorga da Medalha de Mérito Pedro Ernesto pela Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro proposto pela vereadora Mônica Benício (PSOL) a um dos maiores atuais antissemitas do mundo, Roger Waters, ex-integrante da banda Pink Floyd e notório por suas posições antissemitas e ataques infundados ao Estado de Israel.

O que mais nos estarrece e indigna é que a indicação foi aceita por quase unanimidade dos parlamentares. A vereadora Teresa Bergher (CIDADANIA) votou contra e o vereador Pedro Duarte (NOVO) absteve-se.

Também repudiamos a recepção que Lula e Janja fizeram a esse antissemita, que destila ódio e preconceito, abraçando-o efusivamente. É decepcionante ver isso de um presidente da República que fala em entendimento. Ainda mais, num momento de guerra do Estado de Israel contra a organização terrorista Hamas, em Gaza, onde o Brasil quer ser um protagonista pela PAZ.

As ações de Roger Waters não se limitam a críticas ao governo democrático de Israel, mas sim a uma demonização completa do país e de seu povo, espalhando falsidades e teorias da conspiração infundadas.

Suas declarações públicas e atitudes nos espetáculos que promove incitam o ódio e o preconceito, contribuindo para um clima de hostilidade que é prejudicial para a paz e o entendimento mútuo, incompatíveis com os valores de igualdade, tolerância e respeito que deveriam nortear a concessão de uma medalha de honra.

É importante lembrar que a liberdade de expressão não deve ser usada como um escudo para promover o antissemitismo ou qualquer forma de discriminação.

A concessão de uma medalha a Roger Waters é um desrespeito à memória das vítimas do Holocausto e um insulto à comunidade judaica e a todos aqueles que lutam contra o antissemitismo e a discriminação.

B’nai B´rith do Brasil

Veja também

Presidente Nacional da B’nai B’rith do Brasil, Abraham Goldstein manifesta-se por ocasião do 76º aniversário do Estado de Israel.

Presidente Nacional da B’nai B’rith do Brasil, Abraham Goldstein manifesta-se por ocasião do 76º aniversário …