Por que a vitória de Netanyahu pode isolar Israel?

Benjamin Netanyahu, um dos mais brilhantes políticos do mundo na atualidade, deve conseguir formar uma coalizão com partidos de direita, extrema direita e religiosos, permanecendo no cargo de premiê. Sua vitória surpreendeu, já que nos últimos dias o líder da coalizão de centro-esquerda União Sionista, Isaac Herzog, era visto  como favorito. Mas esta vitória de Netanyahu deve isolar ainda mais Israel na comunidade internacional. Os israelenses terão um líder que abertamente diz não aceitar a criação de um Estado palestino,  batendo de frente com os Estados Unidos, com a União Europeia, com a ONU e com praticamente todas as nações mundiais.

Alguns afirmam que o anúncio feito pelo premier na véspera da eleição contra a criação de um Estado palestino se trata de estratégia, para atrair votos de rivais na direita. Pode ser, mas a frase ficará para a história. Os palestinos a usarão eternamente para responsabilizar Israel por fracassos no processo de paz. Esta vitória de Netanyahu deve aprofundar ainda mais a deteriorada relação com o governo de Barack Obama nos EUA. O líder americano não suporta o premiê israelense, que o desrespeitou abertamente ao condenar a sua política externa no Congresso americano em discurso agendado com os republicanos sem consultar a Casa Branca (Gustavo Chacra, Blog Estadão).

Veja também

Nós, da B´nai B´rith repudiamos de forma enérgica e veemente outra declaração tendenciosa, antissemita, racista e fomentadora do ódio proferida na África, pelo presidente Lula.

Nós, da B´nai B´rith – Filhos da Aliança, com 90 anos no Brasil e 180 …