NOTA DE REPÚDIO

NOTA DE REPÚDIO

É com grande indignação e repúdio que, nós, da B’nai B’rith – Filhos da Aliança, entidade judaica de Direitos Humanos, fundada em 1843 e presente no Brasil desde 1933 – portanto, 90 anos de atividades nacionais, nos manifestamos contra a fala indecorosa e repugnante do ex-presidente do Partido dos Trabalhadores – PT, José Genoíno, numa entrevista recente, comentando a manifestação assinada por 19 mil cidadãos e cidadãs brasileiros, encabeçada pela empresária progressista Luiza Trajano, fundadora do Magazine Luiza.

Esta manifestação solicita ao presidente Lula que o Brasil retire a sua decisão de apoiar a ação movida pela África do Sul na Corte Internacional de Justiça, pedindo a condenação de Israel pela prática de genocídio junto aos palestinos da Faixa de Gaza, controlada, há quase duas décadas, pela organização terrorista Hamas, que declara o seu objetivo de matar todos os judeus e destruir o Estado de Israel, entre outros. Terroristas estes financiados e apoiados pelo Irã.

Aproveitando a reação de simpatizantes dos terroristas do Hamas, que propõem o boicote ao Magazine Luiza, José Genoíno reforça e propõe o boicote às empresas dos judeus e revogação do acordo de cooperação entre Brasil e Israel na área militar.

A fala, antissemita e racista, remete ao nazismo e fascismo. A população de bem não pode corroborar tal fala, altamente ofensiva.

Cabe lembrar a José Genoíno que os judeus têm participado e contribuído, desde o descobrimento, ao engrandecimento do Brasil, atuando como brasileiros empresários que investem, contratam, produzem e contribuem com o país, além de atuação na área de pesquisa social e científica e nas áreas de educação e cultura.

E Israel, uma democracia plena, diversa e livre, tem contribuído internacionalmente em todas as áreas do saber, com ênfase na tecnologia, e sempre procurou e procura a paz e a convivência com todos os seus vizinhos e países, inclusive os palestinos.

José Genoíno deixa de considerar o fato que as Forças de Defesa de Israel estão reagindo à ação terrorista do Hamas, realizada em 7 de outubro, onde cerca de 1,2 mil israelenses – entre crianças, jovens, homens e mulheres de todas as idades – foram mortos, degolados, queimados e exibidos como triunfo. Além de sequestrar mais de 200 pessoas, cujo número hoje está 136, sendo que, dia a dia, Israel encontra mais de seus corpos mortos pelos terroristas do Hamas.

Se o Hamas tivesse devolvido os sequestrados logo no início, o povo palestino de Gaza, exposto pelo Hamas, não teria sofrido as consequências. Povo este que é visto pelos terroristas como mártires necessários à sua causa.

O que mais nos estarrece e indigna é que este tipo de comportamento vem sendo repetido de forma constante pelos dirigentes do partido, insuflando ódio e propagando a discórdia.

É importante salientarmos que a fala caracteriza crime e, como tal, José Genoíno deve responder à Justiça.

Aguardamos, também, ação da cúpula petista, incluindo José Genoíno, de retratação, esclarecendo as suas falas e a não repetirem mais atitudes como esta que só semeiam conflito e desavença.

Por um Brasil Múltiplo, Fraterno e Harmonioso!

B’nai B’rith do Brasil

NOTA DE REPÚDIO

Veja também

Nota de Repúdio à retirada do Embaixador do Brasil em Israel

A B’nai B’rith – Filhos da Aliança, com 90 anos no Brasil e 180 no …