Investigações no Brasil revelam 300 células de propaganda nazista na web

A reportagem do Fantástico e a matéria O mapa do neonazismo no Brasil, da Revista Forum, trazem os dados da antropóloga e pesquisadora Adriana Dias que há 13 anos estuda o tema, monitorando o crescimento do neonazismo no Brasil. Revelam o treinamento e o prazer de odiar, citados pela polícia do Rio Grande do Sul, a morte, o esfaqueamento de judeus em Porto Alegre, por que proibir a edição de “Minha luta” de Adolf Hitler no Brasil e muito mais. Veja em: g1.globo.com/fantastico  e revistaforum.com.br

Veja também

Mais um encontro inspirador, na B’nai B’rith, com a neuroeconomista Renata Taveiros de Saboia

Ontem, segunda-feira, tivemos mais um encontro inspirador na B’nai B’rith! A neuroeconomista Renata Taveiros de …