Conib repudia encontro racista em São Paulo

O Encontro Internacional Evoliano acontece nos dias 10, 11 e 12 de Setembro, em São Paulo. O movimento cultua Julius Evola, líder do neofascismo, morto em 1974. Entre os convidados, Alain Soral, conhecido da Justiça Francesa pelas suas praticas antissionistas e antissemitas; e o sociólogo Alexandr Dugin, conselheiro de Putin e partidário das leis homofóbicas vigentes na Rússia. A Confederação Israelita do Brasil expressa seu repúdio a toda e qualquer manifestação de preconceito e esclarece que toma todas as medidas cabíveis e a seu alcance, junto às autoridades competentes, para impedir e contestar a realização de eventos com esse caráter.

Em casos como este, a entidade age limitada pela legislação. Além disso, deve questionar e combater movimentos e eventos antissemitas sem, contudo, atrair para eles uma atenção que não possuem e que não merecem. O vereador Floriano Pesaro fez um pronunciamento na Câmara Municipal de São Paulo.

Marcelo Itagiba, ex-deputado federal e delegado de Polícia Federal aposentado, escreveu mensagem ao diretor geral da PF, Leandro Daiello Coimbra: “Como é do conhecimento de V. Exa, a Constituição Federal determina o repúdio ao terrorismo e ao racismo. Temos leis que autorizam a não concessão de visto ao estrangeiro que já tenha sido processado em outro país por crime doloso (Conib).

Veja também

Encontro pelo Youtube da B’nai B’rith, confira pelo link!

O jornalista da Folha de São Paulo, Jaime Spitzcovsky, falará sobre o Impacto da Pandemia …

Deixe uma resposta

Skip to content