Allan Jacobs: Estado Palestino deve resultar de acordo com Israel

Allan Jacobs, presidente da B’nai B’rith Internacional, celebrou os avanços o do papa Francisco em relação aos seus predecessores acerca do comprometimento da Igreja com o Povo Judeu: “O respeito pelo Judaísmo, a denúncia do persistente antissemitismo e seu reconhecimento do Estado de Israel”.
Ao mesmo tempo, ele disse ao pontífice que “tragicamente nenhuma paz duradoura entre Israel e os Palestinos pode ser possível enquanto forças poderosas negam o direito de um Estado Judeu, de viver com quaisquer fronteiras, no único lar ancestral judaico. É isso que torna tão importante que os Palestinos não sejam estimulados a ter objetivos políticos, sem negociações diretas, compromisso e acordo bilateral abrangente com Israel.”
Na audiência com o Papa Francisco, as lideranças da B’nai B’rith se solidarizaram com os cristãos hoje perseguidos em diversos países, inclusive no Oriente Médio. Ao contrário do que acontece em Israel, onde as minorias crescem em liberdade democracia.

Veja também

31 de março – Dia de Lembrança da Inquisição

Você sabe o que foi a “Santa Inquisição”? Iniciada na Espanha em 1478, tinha como …