Turquia afirma que em breve “começarão Guerras Santas na Europa”

Após o Partido Popular para a Liberdade e Democracia (VVD) do primeiro- ministro Mark Rutte ter recebido a maioria de votos na Câmara dos Representantes da Holanda nas eleições gerais de 15 de março, autoridades turcas continuam a atacar o país.

O ministro do Exterior turco Mevlut Cavusoglu disse que em breve “começarão Guerras Santas na Europa”, apesar da derrota do líder de extrema-direita Geert Wilders nas recentes eleições, informa o jornal Hurriyet.

“Olhando para a maioria dos partidos não se vê nenhuma diferença entre os social-democratas e o fascista Wilders”, declarou Cavusoglu.

Cavusoglu também afirmou que os políticos holandeses “estão arrastando a Europa para um abismo”.

As relações diplomáticas entre a Turquia e os Países Baixos foram seriamente afetadas após uma série de incidentes políticos que começaram com a aprovação pelo presidente Erdogan de várias reformas constitucionais e a tentativa de realizar atividades de campanha eleitoral entre os cidadãos turcos que vivem na Holanda.

Por sua parte, Amsterdã adotou medidas impedindo a entrada no país de vários altos funcionários da Turquia. Em resposta, o presidente turco disse que as autoridades holandesas “continuam sendo nazistas e fascistas”. Em resposta, o vice-premiê do país anunciou a suspensão de todos os contatos de alto nível entre os dois países.

Veja também

Trump2

Trump em Israel

Foto: RTP   |   www.bbc.com Relacionado