KKL processará o Hamas pelos danos ambientais na área adjacente a Gaza

“O Hamas queima, nós plantamos”, diz presidente do KKL.

O Keren Kayemet LeIsrael (KKL) processará o Hamas em órgãos jurídicos internacionais pelos graves danos ambientais causados pelo lançamento de morteiros e bombas incendiárias jogadas ​​em áreas do KKL adjacentes a Gaza.

Para isso, o KKL planeja recorrer aos serviços de juristas internacionais especializados.

O presidente do KKL, Daniel Atar, juntamente com a diretoria do KKL visitou as cidades adjacentes a Gaza e afirmou que: “não é possível que a comunidade internacional permita que o Hamas não pague por suas ações criminosas contra os cidadãos Israel e contra a natureza e o meio ambiente, que foram gravemente afetados por este terrorismo ambiental criminoso. O Hamas demonstrou sua falta de condição humana, não só no que diz respeito às pessoas, mas também com os animais e recursos naturais”.

“Vamos iniciar uma forte campanha de reflorestamento incentivando também a participação das crianças das áreas próximas a Gaza. O Hamas queima, nós plantamos, mostraremos que vivemos aqui por causa de nossa força e crescimento”, complementou o presidente do KKL.

Desde o início dos eventos atuais, foram registrados 265 incêndios, nos quais 282 hectares eram de florestas do KKL.

Veja também

Rabino, monja e jornalista vão debater sobre como a mentira pode ser um obstáculo a cultura da paz

Como a mentira pode ser um obstáculo a cultura da Paz? Como dividir o mundo …