‘Judeus continuam a ser alvos de ataques apenas por serem judeus’, diz Ban Ki-moon em evento na ONU sobre antissemitismo

(Laura Gelbert, Rádio ONU)

Um fórum de alto nível sobre antissemitismo global foi realizado na quarta-feira (7) na sede da ONU, em Nova York. O evento foi organizado pelas missões do Canadá, dos Estados Unidos, de Israel e pela delegação da União Europeia junto às Nações Unidas. “O antissemitismo é uma das formas de ódio mais antigas, predominantes e mortais do mundo”, disse secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, em mensagem de vídeo no fórum. Ele ressaltou que “apesar das lições de história e do horror do Holocausto, judeus continuam a ser alvos de assassinatos e abusos simplesmente porque são judeus”. O chefe da ONU declarou que a “violência contra pessoas por sua identidade religiosa ou suas crenças é um ataque aos valores centrais das Nações Unidas”. Para o secretário-geral, “tal intolerância é também uma das maiores ameaças da atualidade”. Ban afirmou ainda que “junto a um aumento global no antissemitismo, o mundo também está vendo muitas outras formas alarmantes de discriminação, de ódio e intolerância” dirigida, especialmente contra refugiados e migrantes. Para o secretário-geral, tal intolerância e oportunismo “envenenam” toda a sociedade. Ban alertou que a “história tem mostrado que os que atacam uma minoria hoje, atacarão outra amanhã’. O chefe da ONU pediu a todos que “rejeitem a intolerância, defendam os direitos humanos e construam pontes entre comunidades”, e pediu união por uma “coexistência pacífica e uma vida de dignidade para todos”.
Rádio ONU

Veja também

Comunidade judaica paulista promove evento pelo Dia Internacional em Memória às Vítimas do Holocausto

Por ocasião do Dia Internacional em Memória às Vítimas do Holocausto, a Confederação Israelita do …