Israel reage à ‘obsessão’ europeia: “Com 32 crises humanitárias no mundo e a Europa está preocupada com demolições na Cisjordânia?”

O Ministério israelense das Relações Exteriores criticou a União Europeia por condenar Israel pela demolição de casas na Cisjordânia. “Com 32 crises humanitárias no mundo e a Europa está obcecada com demolições de casas na Cisjordânia?”, diz nota da Chancelaria israelense. A crítica se refere à carta entregue na semana passada ao diretor-geral da Chancelaria, Yuval Rotem, em que a União Europeia protesta e pede explicações pelas demolições de imóveis que financiou na Cisjordânia. “Em Israel, construção ilegal é tratada de acordo com a lei”, foi a resposta que o representante europeu, Faaborg Andersen, teria recebido, de acordo com o porta-voz do Ministério, Emmanuel Nahshon.
Haaretz

Veja também

Comunidade judaica paulista promove evento pelo Dia Internacional em Memória às Vítimas do Holocausto

Por ocasião do Dia Internacional em Memória às Vítimas do Holocausto, a Confederação Israelita do …