Israel reage à ‘obsessão’ europeia: “Com 32 crises humanitárias no mundo e a Europa está preocupada com demolições na Cisjordânia?”

O Ministério israelense das Relações Exteriores criticou a União Europeia por condenar Israel pela demolição de casas na Cisjordânia. “Com 32 crises humanitárias no mundo e a Europa está obcecada com demolições de casas na Cisjordânia?”, diz nota da Chancelaria israelense. A crítica se refere à carta entregue na semana passada ao diretor-geral da Chancelaria, Yuval Rotem, em que a União Europeia protesta e pede explicações pelas demolições de imóveis que financiou na Cisjordânia. “Em Israel, construção ilegal é tratada de acordo com a lei”, foi a resposta que o representante europeu, Faaborg Andersen, teria recebido, de acordo com o porta-voz do Ministério, Emmanuel Nahshon.
Haaretz

Veja também

Federação Israelita do Estado de São Paulo repudia vinda do Aiatolá Mohsen Araki ao Brasil

A Federação Israelita do Estado de São Paulo (Fisesp), entidade que representa a comunidade judaica …