B’nai B’rith Argentina declina convite do governo

A B´nai B´rith Argentina decidiu não participar este ano do ato do Dia Internacional em Memória das Vítimas da Shoah, E comunicou a decisão de não aceitar o convite para a cerimônia no Palácio  San Martín, em carta aos organizadores: Ministro de Relações Exteriores e Culto, Hector M. Timerman; da Justiça, Dr. Alberto Sileoni,  da Educação, Dr. Julio Cesar Alak e ao Secretario de Direitos Humanos, Dr. Juan Martín Fresneda.

A B’nai B’rith Argentina não estará presente por entender que a manutenção por parte da República Argentina do Memorandum de Entendimento com o Irã, apesar da declaração de inconstitucionalidade por parte da Justiça argentina, constitui uma dupla afronta à memória daqueles que se pretende homenagear. O Irã é um país que nega o Holocausto e ao mesmo tempo impede o avanço do esclarecimento do maior atentado cometido no país, como foi o atentado contra a sede da AMIA, com um saldo de 85 mortos e 300 feridos.

 Assinado:  Mario Wilhelm,  Presidente; Dr.  Daniel Sporn,   Secretário

Veja também

Seminário e lançamento de livro marcam os sete anos da Cátedra da Cultura Judaica da PUC-SP

Nesta quarta-feira, 22 de novembro, a PUC-SP celebra os sete anos da Cátedra da Cultura …