De Elul a Tishrei: introspecção pessoal

20/21 de Setembro de 2071- Rosh Hashaná 5778

Já estamos no mês de Elul, o mês que separa 29 dias, que antecedem o mês de Tishrei – e o Ano Novo Judaico -5778.
O Shofar – o chifre de carneiro ressoa e todos os dias e nos chama para as Selichot- as preces do Perdão.

É o inicio da introspecção pessoal acerca de nossos eventuais erros para que peçamos perdão – e sejamos inscritos para um ano de vida saudável e feliz. O mundo é constituído de seres humanos e se cada um fizer a sua parte, teremos dias e anos bem melhores.

Sim, nós judeus honramos a vida dos nossos e de toda a humanidade. Nós pedimos por nós, nossas famílias, nosso povo, nosso Brasil e toda a humanidade.

Honramos nossas famílias e percebemos, mesmo se muitas vezes divididos, sempre cheio de argumentos, no final unido como indivíduos ou em grupos. Enfim pensando bem muitas vezes insignificantes. As situações nos lembram, se cairmos, como irmãs e irmãos, todos servimos de mão dadas para ajudarmos uns aos outros.

Elie Wiesel z’L: “A memória dos nossos é sempre sagrada, é a obrigação de todos nós”.

“Col Israel Avarim Zelazeh “- “Todos judeus são responsáveis uns pelos outros.”

E vejamos o mundo, que tragédia o desrespeito pela vida. Vidas são ceifadas como se nada fossem. As notícias diárias nos chocam.

Sabemos que através de nossas rezas se eleva o coletivo, pelo bem de Israel, do nosso povo, pelo bem da humanidade. Amém.

“A Paz esteja convosco.”
Quanta saudade.
Em Shalom
Ernesto Strauss – Diretor Cultural da B’nai B’rith do Brasil

Veja também

Rabino Rubem Sternschein na Bnai Brith

A convite da B’nai B’rith, o rabino Ruben Sternschein ministrará a palestra “Há razão para …