Davos seleciona pesquisadores em cibersegurança da Universidade Ben-Gurion

Os melhores pesquisadores de cibersegurança da Universidade Ben Gurion (BGU) abordaram o impacto da inteligência artificial (AI), o bem, o mal e o futuro na Reunião Anual do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. Em 23 de janeiro Eles foram uma das duas delegações israelenses selecionadas para o evento de alto nível em Davos.

A sessão de pesquisadores da BGU intitulada Cyber-Forensics integrou o Fórum IdeasLab no Centro de Congressos. O IdeasLab conectou grandes ideias com grandes pensadores em um formato de sessão atraente onde os líderes do debate lançam inovações científicas de ponta.

“Os especialistas em pesquisa cibernética da BGU analisaram como hackers e defensores estão aproveitando o poder da inteligência artificial e como ataques com inteligência artificial não são compatíveis com as defesas atuais.

“A Universidade Ben-Gurion orgulha-se de que nossa experiência de pesquisa em segurança cibernética de renome mundial se destaque neste grade evento mundial”, disse a presidente da BGU, Profa. Rivka.

Veja também

A B’nai B’rith do Rio de Janeiro inicia campanha para compra de cestas básicas

A CUFA (Central Única das Favelas) fará a distribuição das cestas e parte da arrecadação …

Skip to content