Código de Alepo será incluído no registro mundial de memória internacional da UNESCO

O códice está em exposição permanente no Museu de Israel, em Jerusalém. A UNESCO reconheceu oficialmente o código na semana passada decidindo que ele faz parte do seu registro de 300 itens e coleções de todo o mundo. O registro já inclui dois outros itens de Israel: a Miscelânea Rothschild do Museu de Israel, uma coleção de manuscritos ilustrados do século 15, e as páginas de depoimento do Museu do Holocausto Yad Vashem  que documenta os nomes e histórias de vítimas do Holocausto.

Escrito no norte de Israel em torno do ano 930, o códice tem uma história em vários países. Foi contrabandeado da Síria para Israel há 60 anos, e desde então 200 das 500 páginas originais desapareceram misteriosamente.

As 7.200 páginas de documentos de Isaac Newton, que estão armazenadas na Biblioteca Nacional de Israel em Jerusalém, também foram adicionados ao registro da UNESCO na semana passada.

Veja também

31 de março – Dia de Lembrança da Inquisição

Você sabe o que foi a “Santa Inquisição”? Iniciada na Espanha em 1478, tinha como …