B’nai B’rith pede manifestação das autoridades brasileiras sobre visita do aiatolá Araki ao Brasil

A B´nai B´rith, entidade Judaica de Direitos Humanos, fundada há 85 anos no Brasil, questiona a visita ao Brasil do aiatolá xiita Mohsen Araki, conhecido por pregar a negação do direito de existência do Estado de Israel, e, suspostamente envolvido na explosão da AMIA em Buenos Aires há 23 anos.

Não podemos deixar que ocorra a importação do conflito para nossas terras, bem como o discurso de ódio e discriminação, tendo em consideração a harmonia existente entre as comunidades árabes e judaicas.

A B’nai B´rith comunga da mesma solução para o conflito que o Itamaraty – dois estados para dois povos. Nesse sentido, rogamos às autoridades brasileiras que se manifestem sobre esta visita.

B’nai B’rith do Brasil

Veja também

B’nai B’rith marca presença no evento “Para Nunca Esquecer: as lições do Holocausto”

B’nai B’rith marca presença no evento “Para Nunca Esquecer: as lições do Holocausto” realizado pelo …

Skip to content