Conib homenageia o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal

O presidente da Conib, Fernando Lottenberg, recebeu 1º de agosto o ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso, o segundo ministro de origem judaica a integrar a mais alta Corte de nosso país.

Em jantar com representantes da comunidade, Barroso falou de suas raízes judaicas e como elas foram – e são – fundamentais para a sua trajetória de vida.

O ministro do Supremo relatou a emocionante visita que fez ao campo de extermínio nazista de Auschwitz, na Polônia, e lembrou dos tempos em que jogava vôlei pelo Clube Israelita Brasileiro (CIB), no Rio de Janeiro. O ministro recebe com frequência, em seu gabinete, o rabino Leib Rojtenberg, de Brasília.

Barroso é neto de judeus gregos que vieram para a América do Sul na década de 1920 e se estabeleceram inicialmente em Montevidéu, onde sua mãe viveu até os 17 anos e militou no movimento sionista local.

No Supremo desde 2013, Barroso foi relator e proferiu votos em matérias de grande importância para a sociedade brasileira, como o que estabeleceu o rito do impeachment, a equiparação de direitos à mãe adotante e o que autoriza o cumprimento da condenação criminal após decisão de segunda instância.

Professor Titular da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), mestre pela Yale Law School e doutor e livre-docente pela mesma UERJ, Barroso é também Professor Visitante da Universidade de Brasília (UnB) e de várias instituições como Georgetown (EUA), Wroclaw (Polônia), Haia (Holanda), entre outras. Agora em julho, passou o mês na Kennedy School, em Harvard.

Lottenberg agradeceu a visita do ministro e elogiou sua atuação no Supremo, lembrando na oportunidade de grandes juristas como Louis Brandeis, o primeiro judeu a integrar a Suprema Corte dos EUA.


Barroso2
Barroso1

Veja também

Feira-do-Livro-Judaicop

Lançamento de Livros na Feira do Livro Judaico.

Uma série de palestras gratuitas acontece durante o evento. Relacionado