B’nai B’rith presente ao Ato inter-religioso em memória a Dom Paulo Evaristo Arns

O Cardeal da Esperança, da coragem e do diálogo com as religiões, Dom Paulo Evaristo Arns foi homenageado um mês após o seu falecimento aos 95 anos de idade, com um ato- inter-religioso na Catedral Metropolitana de São Paulo.

Neste domingo, 22 de janeiro, Lia Bergmann, assessora de Direitos Humanos e Comunicações da B’nai B’rith do Brasil esteve presente ao no evento que reuniu as diversas religiões.

Dom Odilo Pedro Scherer, cardeal arcebispo de São Paulo saudou a todos e recordou os ensinamentos de Dom Paulo, em sua simplicidade franciscana, e destacou que foi o primeiro a abrir as portas da Catedral da Sé para um ato inter-religioso, em 1975, ao lado do rabino Henry. Sobel e do reverendo James Wrigh. Quando da morte do jornalista Vladimir Herzog

Sua postura firme contra a ditadura, sua ação a favor dos menos favorecidos também foram lembrados. “Ele deu voz a quem não tinha”. Mãe Carmem de Oxum, por exemplo, falou dos dez anos de convivência na favela, cuja população Dom Paulo sempre buscou ajudar.

Michel Schlesinger, rabino da CIP e representante da Conib para o diálogo inter-religioso, afirmou que a luta de dom Paulo em a favor dos excluídos deve encorajar a todos a ajudar hoje aos refugiados que fogem do Oriente Médio e da África, sendo muito aplaudido.

Leia mais em: www.estadao.com.br

ato-estadao

Veja também

Nova York tem tentativa de ataque terrorista nesta manhã

O maior terminal rodoviário do mundo foi palco da tentativa de um ataque terrorista, conforme …