B’nai B’rith Internacional: Liderança palestina deveria por fim ao incitamento à violência

Em uma declaração, a B’nai B’rith Internacional manifestou indignação frente aos ataques terroristas contra os judeus que vem acontecendo em Israel.

“Desta vez, os terroristas assassinaram quatro judeus e feriram gravemente pelo menos seis outros que rezavam em uma sinagoga em Jerusalém. Uma quinta vítima, um oficial de polícia ferido ao revidar ao ataque, veio a falecer mais tarde. A questão do incitamento à violência está sempre presente como indicam os relatos das celebrações públicas na Faixa de Gaza, após cada ataque.

Todos os assassinatos são injustificáveis. Mas, atacar as pessoas quando estão rezando é o cúmulo da depravação.

Estes assassinatos na sinagoga, vêm na sequência de diversos ataques aos judeus nas últimas semanas.

Em 10 de novembro, um soldado das forças de defesa de Israel foi esfaqueado várias vezes em Tel Aviv, ao retornar à sua base militar. Mais tarde, ele faleceu devido aos ferimentos. Horas antes, uma mulher fora esfaqueada e morta e outras duas pessoas foram feridas em Alon Shvut. O ataque foi supostamente realizado por Maher Hamdi A-Shalmon, preso entre 2000 a 2005 por atirar bombas incendiárias contra tropas israelenses. Antes disso, dois outros ataques terroristas aconteceram em Jerusalém.

Os judeus em Israel estão sendo alvo de uma crescente revolta terrorista que precisa parar. Como já dissemos várias vezes, o silêncio da comunidade internacional sobre estes atos de terror é altamente preocupante. As Nações Unidas e líderes globais deveriam condenar enfaticamente estes ataques e instar a autoridade palestina a por fim ao incitamento à violência.

Veja também

Mais um evento confirmado. Participe!

Vem aí mais um encontro virtual. Desta vez o tema será Holocausto em Memória. A …

Skip to content