Delegação de líderes da B’nai B’rith defende Israel na ONU

Uma delegação da liderança da B’nai B’rith Internacional esteve em Genebra de 6 a 11 de março para defender Israel contra o preconceito no Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas. Líderes da B’nai B’rith de diversos países, incluindo os Estados Unidos, Suíça, França, Itália, Luxemburgo e Canadá pediram por justiça para o Estado Judeu, durante a sessão anual.

“A presença da B’nai B’rith, constante nas Nações Unidas, especialmente no Conselho de Direitos Humanos que, muitas vezes passa intermináveis resoluções anti-Israel, apesar de uma realidade em que Israel é o maior defensor dos direitos humanos do Oriente Médio, torna-se mais vital do que nunca,” disse o presidente da B’nai B’rith International, Gary P. Saltzman.

A delegação foi liderada por Saltzman, e pelos vice-presidente executivo da B’nai B’rith International, Daniel S. Mariaschin e presidente do executivo da B’nai B’rith International, Peter Perlman.

“As ritualísticas resoluções contra Israel sob o Item 7 do Conselho, que permanentemente destaca apenas Israel em um controle inigualável e injusto, desfigura intencionalmente o registro de uma democracia exemplar e desvia a atenção das graves violações dos direitos humanos em diversos lugares do mundo. A B’nai B’rith luta pelo povo de Israel, que está sujeito ao terrorismo diariamente, e à indiferença do Conselho de Direitos Humanos e de outros importantes organismos internacionais,” disse o vice-presidente Daniel S. Mariaschin.

Os delegados da B’nai B’rith realizaram várias reuniões bilaterais com embaixadores e outros diplomatas chaves ao redor do globo, para entregar declarações formais ao Conselho e promoveram uma recepção diplomática na sede da ONU em Genebra.

Veja também

Nós, da B´nai B´rith repudiamos de forma enérgica e veemente outra declaração tendenciosa, antissemita, racista e fomentadora do ódio proferida na África, pelo presidente Lula.

Nós, da B´nai B´rith – Filhos da Aliança, com 90 anos no Brasil e 180 …