Yom Kipur, após 25 horas de jejum, reiteramos: “O Eterno é nosso D’us. Ele é Um”

Yom Kipur-Kol Nidrei – 18 de setembro – ao por do sol 09 Tishrei
Yom Kipur – 19 de setembro /09 até o anoitecer- 10 Tishrei – 25 horas de Jejum

Passados oito dias de penitencia após Rosh Hashaná temos o início de Yom Kipur, com o Kol Nidrei – entonando o nosso apelo por perdão, este ano no âmbito mundial do Judaísmo. A Teshuvah- o arrependimento também é expresso em nossas orações. Um dos momentos especiais do dia de Yom Kipur é o serviço religioso de Yiskor – em memória de nossos entes queridos que nos deixaram. Todos temos pais ou outros parentes queridos a lamentar, que a sua memória seja abençoada! Três vezes rezamos neste dia o “Aleinu”, quando inclinamo-nos humildemente diante do Eterno nosso Rei e nosso benfeitor. Este dia do perdão “Yom Há Kipurim” se encerra com as rezas de Neilá, e a confraternização das famílias.

Que sejamos abençoados com um ano de paz é o que sonhamos neste mundo conturbado.

Ao final das 25 horas de jejum, rezamos e reiteramos a nossa profissão de fé,
o SHEMÁ: “Escuta óh Israel, o Eterno é nosso D’s, o Eterno é Um”.
“Bendito seja o seu Nome e a Glória de seu Reino”.
“Adonai Hu Há-Elohim ” – O Eterno é nosso D’s, ele é Único.

AMEM

Veja também

Diálogo Católico-Judaico

O Encontro Anual do Diálogo Católico Judaico (DCJ) com o tema “Amarás o Estrangeiro” teve …